Abaixo-assinado

Acreditamos que para o fortalecimento da aquariofilia no Brasil é necessário a união de todos os elos da cadeia produtiva, unir os pescadores, aquicultores, exportadores, importadores e comerciantes é vital para que a atividade possa desenvolver cada vez mais de forma sustentável. Neste espaço lançaremos as petições com as demandas que são vitais para a manutenção da atividade em nosso país.

Atualmente o modelo de ordenamento pesqueiro seguido pelo Governo Brasileiro é positivista para a pesca com fins de ornamentação e de aquariofilia, isto é, somente podem ser comercializadas as espécies publicadas em normas de ordenamento pesqueiro vigentes.

Enquanto Associação, não compreendemos o porque motivo de que se a pesca ocorrer com fins alimentares, todas as espécies podem ser comercializadas, com exceção das espécies ameaçadas de extinção e já as ornamentais seguem diretrizes antagônicas (modelo positivista).

Os pescadores profissionais, necessitam compor sua renda e certamente a atividade de pesca com fins ornamentais poderia contribuir com a sustentabilidade do meio ambiente pelos seguintes motivos:

• A pesca ocorre de maneira direcionada, onde as espécies são pescadas através de práticas que não capturam espécies que não haja interesse;

• As espécies são comercializadas individualmente, onde por exemplo se permitirmos a captura de aruanã com fins ornamentais o pescador deixaria de ganhar centavos por quilo (pesca com fins alimentares), onde coleta toneladas dessa espécie, e passaria a ganhar no mínimo R$50,00/ uniade, onde ainda este produto alcança no mercado de exportação US$250,00.

Assim, se voce apoia a unificação do modelo de ordenamento com fins alimentares dos com fins ornamentais, assine a auxilie esta entidade a demonstrar o potencial da nossa atividade no Brasil.

Neste espaço lançaremos as petições com as demandas que são vitais para a manutenção da atividade em nosso país.